Página para os membros do Conselho Editorial: sugestão de texto para as escolas convidadas
Prezados Conselheiros: abaixo disponibilizo um draft de apresentação e normas da proposta para 2020 da revista Coepta. Como sabem, neste ano teremos de limitar muito a edição da revista, pois já manifestaram interesse algumas escolas estaduais e municipais, além, é claro, das escolas coeditoras. Daí que só poderemos acrescentar poucos artigos de outras escolas. Se procurados por alguma escola, por favor, não deixem de avisar dessas limitações, advertindo também que o deadline (1/9) é só uma referência, pois pode acontecer que a revista esteja concluída antes. Agradeço a compreensão.
Jean Lauand


Coepta
: artigos de jovens autores – proposta para 2020


Nesta Página:  1. Apresentação  2. Na Mídia   3. Submissão de artigos  4. Cerimônia de Lançamento  e   5. Experiências de 2018 e 2019


1. Apresentação

O Cemoroc lançou em 2018 o Projeto Coepta (palavra latina que indica não só início, mas um início de iniciativa, iniciação, empreendimento), iniciativa revolucionário e de grande impacto educacional: publicar em nossas prestigiosas e tradicionais revistas acadêmicas internacionais, ao lado de estudos de destacados doutores, uma seleção de artigos ou relatos de pesquisa de alunos (do 9o. ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio) de escolas públicas e privadas.
Até agora foram publicadas 4 números (sempre com data do ano seguinte) disponíveis na Internet no site www.hottopos.com:

Coepta 1 (número especial de nossa revista Convenit, parceria USP / Universidade do Porto)

Coepta 2 (número especial de nossa revista Convenit, parceria USP / Universidade do Porto)

Coepta 3-4 (número especial de nossa revista International Studies, parceria USP / Universidade do Porto)


Foto da reportagem do Jornal da USP  

Já publicamos artigos das seguintes escolas (de São Paulo): Colégio Luterano São Paulo, EMEFM Vereador Antonio Sampaio, Escola Bilíngue Pueri Domus, Colégio Ítaca, Escola Municipal Dr. Napoleão Rodrigues Laureano (Guarujá). Centro de Estudos Júlio Verne (Diadema) e Colégio Visconde de Porto Seguro.
O próximo número de Coepta, será uma edição especial da Revista Internacional d’Humanitats, USP / Universitat Autònoma de Barcelona, em seu No. 51.


2. Na Mídia

A iniciativa repercutiu em diversos canais:

Projeto da USP incentiva iniciação científica no ensino médio” (Reportagem do Jornal da USP, 21-11-2018)

Iniciação científica – Linguagem acadêmica entra nas escolas” (Folha de São Paulo, 21-10-2018)

Estudantes do Ensino Médio publicam artigos científicos em Revista da USP pela primeira vez” Portal da Secretaria Municipal da Educação de São Paulo

Escola de Guarujá fomenta iniciação científica no Ensino Fundamental” - Prefeitura do Guarujá (Secretaria de Educação) 


3. Submissão de artigos

A submissão de artigos deve ser feita pelo envio até 1 de setembro de 2020 (mas há a possibilidade de os artigos aprovados concluirem a edição antes desse prazo)para o Prof. Dr. Jean Lauand, jeanlaua@usp.br, em arquivo doc, contendo os nomes do autor (ou autores, até um máximo de 4), escola e ano escolar dos estudantes (do 9o. ano do Ensino Fundamental ao 3o. ano do Ensino Médio), nome dos autores, do professor orientador e do coorientador, se for o caso (acompanhado de um mini CV de 2 ou 3 linhas). Os artigos deverão ter, no máximo 35000 caracteres (com espaço), acompanhados de resumo (no máximo de 7  linhas), 3 a 5 palavras chave, abstract, key words, introdução, considerações finais e referências (evite títulos demasiadamente longos e abstracts automáticos de tradutores como o Google Translator, que costumam trazer erros, comprometendo a aprovação do artigo).
Todos os artigos devem ser aprovados por ao menos dois de nossos pareceristas, que – dado o escasso tempo até a publicação – não aprovarão artigos que exijam sérias modificações. O Copyright © é dos autores, que, ao enviarem o artigo automaticamente autorizam sua publicação.
Cada artigo aprovado deverá contribuir com a taxa de R$ 450,00 (para os custos da edição impressa e eletrônica) e dará direito a três exemplares (um para o autor, um para o orientador e um para a biblioteca da escola), que serão entregues na Cerimônia de lançamento. No caso de artigos produzidos em grupo, o custo por artigo sofrerá um ajuste de R$ 50,00 por autor adicional. Os artigos de autores de escolas municipais ou estaduais estão isentos de taxas (no limite do patrocínio cultural obtido para a edição. A revista estará também disponível para aquisição na Cerimônia de lançamento.


4. Cerimônia de Lançamento

O lançamento das revistas ocorre em torno da primeira semana do mês de dezembro no Colégio Luterano São Paulo (coeditor da série Coepta) em Cerimônia de entrega dos exemplares, seguida de Coquetel festivo, para o qual estão convidados os familiares e orientadores dos autores.

Lançamento 2018 (com fotos)

Lançamento 2019 (com fotos) 


Cerimônia de Lançamento 2019 - Auditório do Colégio Luterano São Paulo


2018 - Na mesa, três de nossos editores chefes: Dr. Paulo Ferreira da Cunha (catedrático da Universidade do
Porto, atualmente Ministro da Suprema Corte de Portugal); Dr. Jean Lauand (Feusp) e Dra. Silvia Colello (FEUSP)


5. A experiência de 2018 e 2019

As experiências de publicação de 2018 e 2019 em diversas escolas evidenciaram o quanto essa iniciativa impulsiona o esforço de muitos professores que buscam incentivar a produção científica entre os estudantes. Mais do que a mobilização entusiasmada para a produção de um trabalho escolar diferenciado (ressignificando até mesmo as atividades pedagógicas e o vínculo com a escola), o que está em pauta é a construção de um olhar inquisitivo dos jovens sobre o mundo em que vivemos. A esse respeito, os temas abordados nas publicações Coepta, de natureza científica e social, dão mostras do compromisso desses alunos com a construção do conhecimento e da postura crítica em face de uma realidade vivida, que passa a ser, também, compreendida e problematizada. Por isso, para cada um deles, a publicação não só consagra a razão do estudo e do trabalho científico, como também promove o direito à voz e à participação social.
Esta novidade atende a um importante objetivo: a crescente tendência, no Ensino Médio, de estimular os alunos à realização de trabalhos autorais, tão importantes para a abertura de horizontes intelectuais, guia para sua instalação no mundo atual e na formação da própria identidade. Para além dos modismos do novo rito de passagem, certamente há trabalhos notáveis produzidos nas “categorias de base”, orientados por professores comprometidos com a iniciação da formação de futuros pesquisadores.

Extraído do portal da SME-PMSP. Da esquerda para a direita: Dra. Chie Hirose (orientadora),
Larissa A. C. Britto e Bianca A. L. Jarro (autoras), Ms. Lis Pontedeiro Oliveira (orientadora),
Stefani L. Primo (autora), Profa. Adriana  Vasconcellos (orientadora) - EMEFM Vereador
Antonio Sampaio  - Zona Norte de São Paulo.